Cangaço – A milícia do coronelismo, de Julio Chiavenato

R$44,90

Lançamento

Formato: 14×21 cm – 120 páginas

Em estoque

Vendido por EDITORA NOIR - Gonçalo Junior
Prestar Queixa
Categorias: , Tags: , , , , ,

Descrição

Você vai repensar tudo que sabe ou ouviu sobre o cangaço depois que ler este livro. Exemplos? Os cangaceiros não contestavam o sistema, não praticavam a guerrilha, não representavam os oprimidos.

Apaniguados com a polícia, de quem compravam boa parte de suas armas, representavam, na realidade, os interesses dos coronéis, funcionando como instrumentos de domínio e intimidação da população pobre nordestina. Em vez de guerrilha, os cangaceiros praticavam banditismo de controle social, em uma região marcada pela questão fundiária e pela fome.

Antonio Silvino, Corisco, Lampião: a análise vigorosa de Júlio José Chiavenato transforma esses heróis populares da lenda em pobres homens famintos, impiedosamente descartados com o advento do Estado Novo e a alteração do quadro político que se deu naquele momento. Porque, segundo Chiavenato, desde o descobrimento do Brasil, a solução oficial para a tensão social é a matança de pobres, começando com os massacres de índios, em seguida de escravos, passando por movimentos como a cabanagem e a balaiada, para culminar, nos dias que correm, com os assassinatos impunes nas favelas cariocas e em outros grandes centros brasileiros.

Informação adicional

Peso 0.700 kg
Dimensões 21 × 14 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Cangaço – A milícia do coronelismo, de Julio Chiavenato”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Perguntas e Respostas

You are not logged in

Lamento, não há ofertas disponíveis.

Você também pode gostar de…